Institucional

Fundada na Bélgica, em 1823, pela Madre Agathe Verhelle, esta congregação tem como carisma “sacrificar-se e consagrar-se inteiramente à juventude”, perante a qual procura “Encarnar e Revelar a Face do Cristo Educador”.
Esta é uma história que remota ao ano de 1800, quando, diante de um quadro de Nossa Senhora com o menino Jesus nos braços, na capelinha dos irmãos Barat, em Paris, quatro jovens se consagram ao Sagrado Coração de Jesus e sob à orientação dos Padres Jesuítas, se dedicam à missão da catequese paroquial. Filiadas nas Diletas de Jesus de Roma, o povo chamava-lhes “Damas da Fé” ou “Damas da Instrução Cristã”.

Madre Agathe persistiu por seis anos no ideal de tornar-se religiosa, enfrentando inclusive a oposição aberta de sua família. O chamado de Deus, no entanto, foi mais forte. Em 18 de julho de 1815, aos 29 anos, deixou secretamente a família e ingressou na vida religiosa. Mas suas dificuldades continuaram e, dentre elas, destaca-se o fechamento,  da instituição na qual ingressara, em 7 de julho de 1822. Cerca de oito meses após o fechamento, pelo rei Guilherme I da Holanda, já em 1823, Madre Agathe funda uma nova Instituição e dá continuidade a que hoje fazemos parte: Instituto das Religiosas da Instrução Cristã.

Hoje o Instituto já consolidado possui vários representantes espalhados pelo mundo, e o Colégio Santa Sofia tem a honra de apresentar as nossas gestoras,  que estão a frente dessa instituição, localizada na cidade de Garanhuns/PE.

Direção Geral: Irmã Paula Frassinetti Moura de Souza.

Direção Financeira: Irmã Maria da Conceição Dias de Lima.

Coordenadora da Pastoral: Irmã Rayanne Alves.

Coordenadora do Anexo Santa Sofia: Irmã Cleidjane Rocha.

Superiora da Comunidade Santa Sofia: Irmã Maria da Guia Vital.

A Associação das Religiosas da Instrução Cristã – ARIC é a mantenedora das instituições educacionais da Rede Damas de Ensino.
Orientada pelas Religiosas da Instrução Cristã, a ARIC segue os ensinamentos deixados pela Me. Agathe Verhelle, fundadora da Congregação Damas.
Nossas instituições educacionais atuam em vários Estados do Brasil, e entre tantos propósitos, tem a missão de propagar o Carisma deixado pela Me. Agathe Verhelle.

Missão

Formar a pessoa humana com base nos valores cristãos, éticos e acadêmicos, de maneira participativa e comprometida, encarnando a face atual do Cristo Educador para construir uma sociedade sustentável.

Valores

1. Revelar a face atual do Cristo Educador; 
2. Duc in Altum – Avançar para águas mais profundas; 
3. Promover o conhecimento científico e a pesquisa; 
4. Respeito e acolhimento à pessoa humana como imagem e semelhança de Deus;
5. Tudo fazer bem com amor e alegria, competência e ousadia;
6. Diálogo, escuta e discernimento; 
7. Observância do direito e a prática da justiça; 
8. Educar com firmeza e afeto; 
9. Comprometimento, ética e transparência. 

O projeto político-pedagógico do Colégio Santa Sofia apresenta uma educação fundamentada nos valores humanos e cristãos, assim, os saberes e a fé são compartilhados, oferecendo uma proposta consistente e viva. Abrindo novas possibilidades de educar com ousadia, alegria e amor. Optamos por uma educação evangélico-libertadora que nos ajuda a revelar aos jovens “a face do Cristo educador”. Sua face educadora nos conduz à vivência do amor e da fé, encaminha-nos para a excelência acadêmica e encoraja-nos a formar plenos cidadãos.

Como Instituição Educacional, temos a responsabilidade com a excelência da formação acadêmica, humana e cristã dos nossos alunos. Incentivar, orientar e intensificar o hábito do estudo e da pesquisa é a nossa constante prática. Cientes que o grande desafio enquanto educadores é ultrapassar os limites que o próprio ato de educar nos impõe, propomos:

– Assumir uma prática pedagógica que favoreça a construção de saberes significativos que permitam uma postura crítica no mundo, capaz de compreender a realidade social de seu tempo e de transformá-la;

– Vivenciar o currículo, favorecendo a construção do conhecimento, tendo em vista o desenvolvimento de habilidades e competências;

– Adotar metodologias de ensino e de avaliação diversificadas que estimulem a construção e a reconstrução do conhecimento, como processo coletivo, através da interação com a realidade;

– Vivenciar um sistema de avaliação coerente com a proposta de educação evangélico-libertadora, minimizando a competição, o individualismo e a repetência, enfatizando os aspectos cognitivo, psicológico, social, afetivo e cristão;

–  Incorporar à vivência curricular, os avanços científicos e tecnológicos que permitam ao educando atuar e intervir na sociedade, colocando-os a serviço da humanidade.

Erguido em colina verdejante
Banhado à luz da aurora em arrebol
Qual rútilo jardim exuberante
Jardim de corações, alma de escol
Fagueira juventude radiosa
Cheia de vibração
É o Santa Sofia, suave harmonia
Que eleva o coração

O grito altissonante deste hino
Que vibra como as vozes de um clamor
É o preito filial, amor divino
Que encerra um ideal de pátrio amor
Avante, juventude estudiosa
Cheia de graças mil
Amor perenal, vibrante febril
Ao nosso imortal Brasil!

 

A lição de santidade, fala ao sentimento
E sob a luz da verdade fulge o pensamento
Na luta renhida, à sombra da cruz
A instrução é vida, que à glória conduz
E da serrana cidade, brilha a juventude
Num sorriso de bondade, no amor à virtude
Terra, céus e mares, do Brasil dizei
Em todos os lares, Viva Cristo Rei!

Rede Educacional Damas